Twitter

tão fofo quanto a sua mãe fazendo sexo com seu vizinho.

Por que a minha maior felicidade nesse tal de Twitter não é quando eu o atualizo, e sim, quando eu consigo escrever o que eu queria em 140 letras sem precisar diminuir nem abreviar nenhuma palavra?

Nada – nada mesmo – mais chato na internet do que ter sua criatividade bloqueada. Eu como um bom usuário da imaginação fértil – não necessito de LSD – sempre adiciono adjetivos e outros tipos de linguagens que tornariam um texto mais engraçado, ou até mesmo estranho (eu sou assim: um louco idiota daqueles que você ri quando se fode todo). E me vejo bloqueado pelos tais 140 caracteres. E o pior é que o limite sempre vai ficar por 3, 4 letras, e não 100 letras. Isso que me deixa furioso.

Além disso, o Twitter tem os SEUS USUÁRIOS. Eu tenho preconceito sim. Sim, eu não gosto de você. Você é chato. E eu também não gosto de mim. Não vejo problema em você, pessoa bonita ou feia, comentar o que está fazendo ou dar RT em tudo que vê – deixando a sua página parecendo com um serviço permitido de SPAM do que a sua rotina – mas tudo tem seus limites: apesar de ser livre ou não ter regras específicas, a internet continua sendo a internet, e falar coisas extremamente pessoais queimam o filme e geram a vergonha alheia. Ah, a vergonha alheia que ilumina a minha mão que se imatiza – essa palavra a partir de hoje existe – com a minha face.

Não vamos ser hipócritas, o Twitter é a rede social mais inútil que você pode participar: você não acrescenta NADA na sua vida ao saber da vida alheia; não conhece pessoas novas legais nem vê seus amigos de quem tinha esquecido – até porque caso você siga ele hoje, é porque achou ele em outras redes sociais como Facebook e Orkut. MAS ele é um grande psicólogo, um grande diário. Ele funciona como aquela pessoa que você não tem – FOREVER ALONE – onde conta tudo pra ‘desabafar’. Fora que é um grande amigo pra te tirar do tédio, apesar de você estar falando pra ninguém ler – você pode ter 500 followers ou mais, ninguém vai ler os seus tweets no horário da tarde ou de manhã.

Só sei que me arrependerei fortemente no futuro quando perceber que perdi 1 hora diária visitando o site dos pássaros enquanto podia, no mesmo computador, criar ideias revolucionárias que ajudariam o mundo sobre, sei lá, a Terceira Guerra Mundial.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: