Início > Pessoais > Minhas manias e crises

Minhas manias e crises

Quem não conhece a Monica de FRIENDS? Maníaca por limpeza, organização e melhor exemplo que tenho na cabeça.

Esse talvez seja o post mais fútil que eu vou escrever aqui. A não ser que você entenda ele como um meio de ver as semelhanças comigo e com os seres humanos em geral. A propósito, essa é uma das coisas que eu aprendi com esse pequeno tempo de vida que tenho: você não é o único a gostar ou sentir alguma coisa nesse mundo. Com certeza há milhares de Gersons, milhares de pessoas com gostos estranhos, com vontades estranhas, com manias e crises estranhas. Sempre haverá alguém que goste de PÉS ou OMBROS – apesar de eu achar isso muito estranho, tipo, são pés e ombros, mano – de forma sexual, por exemplo.

Anyways…

Eu sou uma pessoa muito estranha com manias e crises. Não, eu não tenho TOC, mas tenho versões alternativas. Versões soft. Tais como:

CRISE DAS PERNAS

Durante um tempo eu comecei a não sentir as pernas. Claro que eu sempre senti as pernas e conseguia andar e consigo andar normalmente até hoje, mas estranhamente nesse período de tempo, eu comecei a não sentir mais as pernas. Até o momento, eu vivia normalmente, então isso veio e acabou com as minhas noites de sono.

Basicamente, eu acho que isso aconteceu quando eu comecei a concentrar meu cérebro nas pernas, creio eu. Quando não estava andando ou as movimentando, automaticamente eu entrava em choque pensando que as minhas pernas tinham perdido o movimento. Toda vez que eu ficava sentado e não mexia as pernas, ou deitado, ou qualquer coisa, eu pensava que elas tinha perdido o movimento. Sim, parece aterrorizante. Mas não foi muita coisa – apesar de que a sensação disso é horrível demais e eu acordando assustado pensando não ter mais movimento nas pernas. Não sei a explicação técnica disso. Talvez na época eu acompanhei “CEREBRALMENTE” os movimentos das pernas e quando parava de pensar nisso, pensava que tinha perdido os movimentos. Isso se repetiu algumas vezes, mas com o tempo eu acabei esquecendo que as pernas existem, e apenas passei a usá-las sem maiores problemas.

CRISE DOS BRAÇOS

Exatamente a mesma coisa com as pernas, versão 2.0: braços. Mesmo sintomas e consequências.

CRISE DOS OLHOS

Esse é bem parecido com os anteriores, a diferença é que na época meus olhos começaram a pular. Sabe aquele pulinho de leve que acontece na pelezinha (não sei o maldito nome) em cima do globo ocular? Então. Esse atacou fortemente as minhas noites de sono, justamente porque quando eu fechava os olhos e ficava um tempo assim, pensava que a visão tinha ficado diferente e estava ficando cego, ou acordaria cego, sei lá. Sério, pensar estar ficando cego enquanto fecha os olhos é extremamente aterrorizante. É quase o Freddie Kruger da sua noite. E o pior que isso ficou por umas duas semanas. Com o tempo o olho parou de pular e o meu sono ficou mais importante do que prestar atenção na visão enquanto o olho estava fechado.

IR DORMIR

Essa não é uma crise. É apenas uma mania medrosa. Como vocês podem ter percebido, eu sou uma pessoa que tem medo das coisas mais básicas da vida. Apesar disso, não tenho medo do escuro nem nada do tipo. Eu tenho apenas uma mania medrosa que varia do medo do escuro.

Vou descrever a planta da minha casa. A minha casa é um sobrado. Da sala, uma escada começa e faz curva para a direita nos primeiros quatro degrais. A partir daí ela segue reto até ir de encontro com os quartos. Na hora de dormir, você precisa apagar as luzes, e para isso, você precisa ir do outro lado da sala e apertar o interruptor e, então subir as escadas, obviamente, em direção aos quartos. Eis o problema. Como descrevi nas linhas acima, a escada faz uma curva para a direita.

Você não tem ideia da tensão do momento em que a luz apaga.

Meu amigo, quando eu apago as luzes da sala, automaticamente a sala vira um BURACO NEGRO, que com sua escuridão, alcança até a tal curva para a direita da escada. Eu subo as escadas como uma espécie de maratonista que treinou durante 30 anos. A única coisa que que vem na minha cabeça enquanto eu subo a escada correndo loucamente, sentindo a escuridão da sala atrás de mim, é a maldita cara da menina do exorcista. Ela fica aparecendo em flashs mentais na minha cabeça e eu sinto o pavor do buraco negro – também conhecida como sala, quando há luzes no local – querendo me puxar. Dou saltos gigantescos pensando que braços de espíritos pegarão meus pés.

Isso nem sempre acontece. Às vezes, dou uma de Chuck Norris e subo as escadas praticamente em slow motion. Questão de momentos – quero dizer que, quando a casa tem espirítos com o único propósito de arrancar minhas pernas e braços, a probabilidade de eu sentir a sensação de buraco negro atrás de mim é maior.

Isso parece muito idiota, e é. Mas é claro que isso são influências da cultura pop – filmes, histórias, imagens. Aliás, se você acha que não teria tal medo, você não conhece a minha casa – que aliás, tem uns 50 anos -, que com a junção de escada e sala, cria um épico filme de torror caseiro. Atividade Paranormal é um Discovery Kids.

JEITO DE DORMIR


Eu viro um contorcionista (tive que confirmar a grafia dessa palavra no Google pra ter certeza que estava certo. Tinha escrito contornocista no lugar) na hora de dormir. Não durmo nem de barriga pra baixo, nem de lado, nem de barriga pra cima, nem de pernas fechas/abertas ou qualquer variação conhecida. Eu tenho um estilo peculiar: durmo de barriga pra baixo e com os braços pro lado direito – apesar que às vezes durmo pro lado esquerdo, mas preferencialmente pro lado direito. Pra que isso funcione, vamos pensar que o corpo está todo para a direita. A perna direita fica de lado enquanto a esquerda fica de “barriga pra baixo”. Os braços, cada um pega um ombro. Tente imaginar um ser humano desse jeito. Agora você sabe que é possível seres humanos dormirem como amoebas.

FRESCURA

Sou um ser carnívoro. E só. Não como praticamente NENHUMA verdura e/ou legumes. Sério.

Pura frescura, eu sei. Sei também que me foderei no futuro por evitar milhares proteínas e mimimi, mas não consigo comer capim. Isso não me faz parar de comer comidas que contém verduras e/ou legumes. Eu – com trabalho árduo – retiro os tais matos e gramados do alimento que consumirei. Por exemplo, o meu delicioso pastel: imagine o sofrimento que é tirar todos os “capimzeses” da carne. Comer nunca foi tão demorado.

Um dia me alimentarei desses baratos verdes aí. Por enquanto, se sentir alguma textura que me lembre VACAS NO PASTO, a ânsia de vômito é iminente.

PUXAR CABELO

Essa FELIZMENTE acabou faz bastante tempo. Puta merda, como eu fico feliz que acabou. Acabou, mas com certeza foi a pior: eu enrolava o meu cabelo nele mesmo e sem querer fazias nós deveras cegos. Meio que pegava uns 30 fios de cabelo e esfregava um no outro e enrolando ao mesmo tempo. Coisa de louco que resultou em vários, – mas vários mesmo – cabelos arrancados diretamente da raiz. Com o tempo fiquei com “buracos” carecas na cabeça. Era simplesmente um vício diabólico. Não tinha como propósito arrancar cabelos. Eu mexia no cabelo sem nem perceber enquanto fazia alguma coisa. Ia perceber mesmo quando tudo virava um nó.

Parei uma vez, e enquanto recuperava, voltei. Felizmente, parei de vez, o cabelo nasceu de novo, e tudo ficou bem, mas na época foi uma desgraça infernal.

Até hoje, rola algumas influências do passado e até enrolo o cabelo, mas nada de fazer nós. Então o cabelo só fica todo torto. O que continua sendo uma praga na minha vida. Mas o pior já passou.

E pra não pensarem que eu sou único que fez isso, um dia vi uma entrevista em que o entrevistado dizia que há muitas pessoas que simplesmente arrancam cabelo por diversão. Eu ainda buscava enrolar cabelo  – apesar do meu cabelo nunca ser ter sido grande -, essas pessoas simplesmente curtiam sentir dor na cabeça.

***

Essas foram algumas das manias e crises que eu me lembrei – ou pelo menos as que tenho conhecimento. Creio que agora sou visto como fresco, louco, psicopata e medroso. Posso até ser, mas sei que você faz coisas muito piores que essa, filha da puta. E porra, você curte pés. Sai do meu blog.

E você? QUAL A SUA MANIA? DEIXE NOS COMENTÁRIOS 🙂

Anúncios
  1. felipw do celular
    janeiro 21, 2011 às 04:39

    O Primeiro comentário oficial do blog vai ser feito por mim via celular. Abraços.

  2. Gabriel
    janeiro 24, 2011 às 02:10

    Hahahah qe foda cara só nao tive a crise das perna e dos braço ahsuhaushuashua a de desliga a luz credo eu pensava a mesma coisa da guria do exorcista LOOOOL!!!
    E do cabelo entao credo qnd eu to na aula to bem distraido daki a poko do nada sinto minha mao enrolando o cabelo… eh automatico. 😛

  3. Felipe
    janeiro 29, 2011 às 01:04

    Cara, parabéns ótimo blog ^^
    Ja ta add nos favoritos e vou mandar para alguns amigos!
    Abraços.

    • janeiro 29, 2011 às 02:41

      Você acaba de se tornar a pessoa mais legal do mundo e a minha favorita da qual vou recorrer para dar dinheiro se ficar rico. Obrigado 😀

      • Felipe
        janeiro 29, 2011 às 22:13

        Blza, vou te cobrar ShasUSAHa (:

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: