Início > Fatos incontestáveis, Ideias, Pensamentos, Real life > Eu sinceramente não sei mais como cumprimentar as pessoas

Eu sinceramente não sei mais como cumprimentar as pessoas

A globalização está aí. Fazemos coisas e agimos como pessoas na China e nos EUA fazem coisas e agem. Além disso, criamos nossa própria globalização. Criamos nossos meios de comunicação, de interagir, mas uma coisa tem me deixado ponderado.

Eu não sei mais como cumprimentar as pessoas.

Tudo começou com o “aperto de mão”. Sim, você o conhece. Ele é o antigo ‘handshake’, usado até mesmo formalmente. Então veio os ‘hand slaps’, onde você cumprimentava o seu nobríssimo amigo com não um aperto de mão, mas sim um leve tapa com as respectivas palmas das mãos. Opa, não para por aí, surgiu uma versão 2.0 desse onde dois tapas ocorrem, sendo que o segundo ocorre com as palmas das mãos em posição vertical. E novamente ela se modificou para sua versão 3.0, onde esse segundo tapa ocorre com as mãos fechadas, como uma “pedra” do Jo-ken-po.

Era tão simples...

Mas não para por aí, não! Quem nunca cumprimentou alguém que não apenas fez um handshake com você como também segurou a sua mão de uma forma diferente, como se o seu polegar fosse um canudo, enquanto você segura a mão do companheiro de forma semelhante? E o high five? O famoso tapa com a mão aberta que pegamos lá dos THE IU ÉS EI.

Não podemos deixar passar em branco aqueles outros cumprimentos onde há diversas variações de acordo com uma época, tendo até mais de três toques em um só cumprimento. Faggot stuff.

Aliás, ainda temos as garotas, as belas garotas, por que me esqueceria delas? Um simples beijo no rosto, não é mesmo?

NÃO. NÃO MESMO.

Amigo, tudo isso acima vira uma confusão tão grande que eu acho que eu já cumprimentei uma pessoa de três jeitos diferentes ao mesmo tempo. O maluco vem com um HIGH FIVE enquanto eu tento fazer um handshake. Constrangido, o cavalheiro percebe o momento frágil e  prepara sua mão para um handshake. TOO BAAAAD, eu já fiz o High five. E isso se repete e varia de todas as formas possíveis. É tão difícil dar oi!

Sugerido pelo amigo @PedrooB_ em boa hora

MAS POR QUE DIABOS TANTOS CUMPRIMENTOS? Apesar de tudo, Eu tenho a solução!

Cheguei a uma conclusão: a partir de hoje farei somente PEITINHO, independente do sexo. Não acontece essa bagunça que é  na hora de escolher qual dos cumprimentos realizar. Chega de bagunça. Um ‘peitinho’ no “oi, bom dia, como o senhor está?” e um outro ‘peitinho’ no “tchau, querido amigo!“. Resolvido.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: